Quando a auto-monitorização é desnecessária?

É gente…Não há Contagem de Carboidrato sem auto-monitorização da glicemia.

Veja abaixo:

A auto-monitorização da glicemia é um importante componente da moderna terapia do diabetes. Ela é recomendada pelos profissionais da área da saúde para que pacientes com diabetes a realizem com a finalidade de se atingir níveis específicos de controle glicêmico no sentido que se evitar complicações crônicas relacionadas ao controle inadequado. Ao mesmo tempo é um importante instrumento para a prevenção da hipoglicemia.

O objetivo principal desse procedimento é coletar informações detalhadas a respeito dos valores de glicemia para se possibilitar a manutenção de valores glicêmicos precisos e mais uniformes. Essa determinação passa a ser um importante instrumento para o ajuste da medicação assim como um exercício didático para o paciente conhecer seus limites.

A auto-monitorização permite ao paciente e seus familiares a habilidade para pequenos ajustes no dia-a-dia tanto da dieta como da atividade física e o paciente bem treinado pode com segurança alterar inclusive a dose da medicação em uso. A frequência da sua realização dependerá do tipo de diabetes, da medicação em uso, da habilidade do paciente em ajustar sua medicação e do relacionamento com o seu médico e equipe.

Assim, parece, que a auto-monitorização é uma conquista e um direito do paciente, já que diversos estudos demonstram relação direta do grau de controle atingido com o número de tiras reativas utilizadas.

A realidade, no entanto, parece ainda distante. Infelizmente a auto-monitorização pode também ser um procedimento desnecessário e indutor de um custo inaceitável. Quando a auto-monitorização passa a ser desperdício?

Até a alguns anos a possibilidade dos pacientes no SUS realizarem auto-monitorização era um sonho distante. Hoje, entretanto, pelo menos no estado de São Paulo, a distribuição de tiras reativas aos usuários de insulina é realidade. Nesse novo contexto, deparamo-nos com algumas situações em que esse benefício não é revertido em melhora do controle glicêmico.

Muitos pacientes realizam a auto-monitorização e não a registram. Outros não levam os resultados a seus médicos nas consultas. E como não falar dos médicos que não estão aptos a analisar os resultados para utilizá-los de base para alterações dos esquemas e doses de insulina.

Ainda, temos os casos em que o paciente retorna ao médico após um intervalo extremamente longo, com meses e meses de auto-monitorização – alguém ajusta dose com base em valores de quatro, cinco, seis meses atrás?

A auto-monitorização sem dúvida é um instrumento de grande valia para o tratamento do diabetes. A distribuição de tiras reativas para os pacientes através do SUS certamente é uma conquista de todos nós, médicos e pacientes. Entretanto, a realização da auto-monitorização deve ser parte de uma estrutura de atendimento ao paciente diabético que contemple:

– educação do paciente;

– treinamento do médico assistente (por vezes não especialista);

– acessibilidade do paciente ao sistema de saúde para recorrer em caso de descontrole;

– responsabilidade do paciente na realização das medidas e compreensão da importância dessa atitude para o controle da doença.

Essas podem, e deveriam ser características do Sistema Único de Saúde. Enquanto não forem, por vezes a auto-monitorização não será útil.

Por Dr. Marcos Tambascia

Fonte: http://www.diabetes.org.br/colunistas-da-sbd/contraponto/1282-quando-a-auto-monitorizacao-e-desnecessaria

Sobre Daniela

www.diabetesedai.blogspot.com
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s