Alimentação Nutritiva e Econômica

Seg, 26 de Maio de 2008 00:00

Paula Camila Rodrigues
Redação Online da SBD

O tratamento de diabetes exige muitos gastos, entre eles, a compra de alimentos adequados e saudáveis. No entanto, há como adquirir produtos baratos, que garantam uma refeição de qualidade e nutricionalmente correta. Leia a entrevista com as Dras. Roseane Feitosa e Gisele Rossi, do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD.


Redação da SBD:
Uma das maneiras de economizar é comprar frutas e legumes da estação. Como saber quais são os vegetais/frutas típicos de cada estação?

Dras. Roseane e Gisele: Grande parte dos alimentos, principalmente os provenientes da terra, têm sua época mais favorável: a safra. A abundância das frutas e vegetais depende de cada região e estações do ano, principalmente quando bem definidas. A safra de muitos vegetais coincide com o início da primavera, por isso, é mais fácil encontrar produtos de qualidade, por um preço mais acessível, em varejões, supermercados e feiras nesta estação do ano.
Uma forma de buscar quais são os vegetais e frutas típicas da época é através de tabelas de safra de alimentos, que podem ser utilizadas como guia, mas uma forma prática do público identificar qual a melhor safra para compra é perceber o que predomina em maior abundância nas feiras livres. Isso garantirá a aquisição de alimentos mais frescos, com menor custo.

Redação da SBD: De que outras formas se pode economizar para se ter uma alimentação barata e saudável?

Dras. Roseane e Gisele: Evitar o desperdício de alimentos é uma das melhores formas para manter uma alimentação menos onerosa e equilibrada. Existem três pontos-chave que contribuem para este objetivo:

  • Comprar Bem: preferir legumes, hortaliças e frutas da época.
  • Conservar Bem: armazenar em locais limpos e em temperaturas adequadas a cada tipo de alimento.
  • Preparar Bem: lavar bem os alimentos, não retirar cascas grossas e preparar apenas a quantidade necessária para a refeição de sua família.

O planejamento semanal do cardápio da família, verificando o consumo de alimentos, baseado no número de refeições e de pessoas da casa que realmente participam, fornecerá dados reais para a elaboração da lista de compras. Com base nestes dados, será possível elaborar um cardápio variado e favorecer uma alimentação nutritiva com menor custo.

  • Veja uma apresentação da nutricionista Celeste Elvira Viggiano sobre a escolha dos alimentos para pessoas com diabetes.


Redação da SBD:
Qual é a melhor maneira de consumir os alimentos?

Dras. Roseane e Gisele: A alimentação equilibrada é atualmente uma das maiores preocupações do nosso cotidiano, mas é comum identificarmos dificuldades para aquisição de alimentos adequados ao consumo diário. Isso reforça a importância da conscientização da população para o melhor aproveitamento de tudo que o alimento pode nos oferecer como fonte de nutrientes.

O consumo de frutas e vegetais crus garante maior quantidade de vitaminas e minerais, considerando que o processo de cozimento acarreta em perdas significativas de alguns micronutrientes. Entretanto, independente da forma de consumo, este alimentos são ótimas fontes de fibras, minerais e vitaminas, que podem ser aproveitados quase que na sua totalidade.
Redação da SBD: Como podem ser aproveitadas partes de alimentos ou sobras de comida que, normalmente, são desprezadas?

Dras. Roseane e Gisele: Os talos e folhas de vegetais podem ser aproveitados em preparações (cozidos, sopas, purês, pudins, suflês, recheados, farofas, sauté, ensopados, refogados, gratinados e como recheios de bolinhos e croquetes). Da mesma forma, as cascas de frutas, podem ser utilizadas em sucos, vitaminas, geléia e bolos.

É possivel, ainda, aproveitar sobras e aparas, desde que mantidas em condições seguras até o preparo:

  • Carne assada: croquete, omelete, tortas, recheios etc.;
  • Carne moída: croquete, recheio de panqueca e bolo salgado;
  • Arroz: bolinho, arroz de forno,risotos;
  • Macarrão: salada ou misturado com ovos batidos;
  • Peixes e frango: suflê, risoto,bolo salgado;
  • Aparas de carne: molhos,sopas, croquetes e recheios;
  • Feijão: tutu, feijão tropeiro,virado e bolinhos;
  • Pão: pudim, torradas, farinha de rosca, rabanada.

Confira a tabela de safra de alimentos (Fonte: Série Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional – 2003).

Fonte: http://www.diabetes.org.br/sala-de-noticias/entrevistas-e-reportagens/818-alimentacao-nutritiva-e-economica

Sobre Daniela

www.diabetesedai.blogspot.com
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s