Sim, diabético pode comer pães, bolos e tortas

Esses alimentos foram liberados para esses pacientes a partir de 1994, quando a Associação Americana de Diabetes criou o sistema de contagem de carboidratos, que permite até mesmo a entrada de açúcar no cardápio. No Brasil, o método ainda está ganhando força, até porque tem muita gente que o usa como uma desculpa para se empanturrar de guloseimas calóricas. E é claro que, embora o açúcar não seja proibido, exageros jamais devem ocorrer — isso vale para diabéticos e não diabéticos.

Na contagem de carboidratos, o paciente tem que combinar a quantidade do nutriente om as dosagens de insulina, tudo com a orientação do médico e do nutricionista. Se ele come um pão doce, pode calcular a quantidade exata de hormônio necessária para dar cona da glicose fornecida pelo alimento. Quando ele faz um monitoramento adequado da glicemia e conhece tanto a quantidade de carboidratos como a de calorias de cada alimento, o método é um sucesso tremendo. Vale lembrar que a ingestão de açúcares — como a glicose, a frutose e a sacarose — é menos maléfica se for feita quando o estômago está cheio. Portanto, após as refeições.

fonte: Livro Trigo na dieta saudável – Saúde é vital

 

Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s